15 setembro, 2019

PREFEITURA RECUA EM PROPOSTAS SOBRE PCC´S E SINDSUL MARCARÁ ASSEMBLEIA COM SERVIDORES

Dotação orçamentária para o ano de 2020, que só sai em setembro, é principal trava.

A reunião entre a diretoria do Sindsul e administradores do município de Vilhena na tarde de ontem, quarta-feira, 31 de julho, no gabinete do prefeito Eduardo “Japonês” não foi das melhores para os sindicalistas.

Exatos quinze dias após um encontro na sede da Entidade, com o diretor administrativo da folha de pagamento do município, Bruno Cristiano Neves Stedile, que liberado pelo prefeito para fazer os cálculos e apresentar propostas, exibiu ideias de paridade na progressão salarial dos servidores, correções salarias anuais com percentuais de 4 e 5% gradativamente e ajustes no plano até 2021, teve que oferecer “outra coisa”.

(Relembre as propostas feitas pela administração no último dia 16 de julho)

Stedille, que havia feito os cálculos de impacto na folha de pagamento dos cofres públicos, levou os resultados ao prefeito e na nova reunião, as propostas apresentadas ao Sindicato foram apenas duas, com a alternativa de escolha para apenas uma;

Proposta 01: Progressão salarial de 2 em 2 para os grupos ASD (Grupos de Apoio Operacional e Serviços Diversos – ASD) e ATA (Apoio Técnico Administrativo) onde atingiria servidores da Saúde, Educação e Geral.

Proposta 02:
Conceder Auxílio Transporte no valor de R$ 150,00.
Auxílio Saúde no valor de R$ 50,00.
E estender as gratificações sobre estudos adicionais  (Graduação) aos servidores ao grupo (ASD).

Segundo o próprio prefeito, a principal trava nas negociações é a Dotação Orçamentária do município para o ano de 2020, que só sai em setembro próximo. “Eu gostaria neste momento de poder oferecer coisas melhores, porém, a arrecadação do município ainda é baixa. Se fizer uma promessa para vocês aqui, agora, de onde sairia o dinheiro? Precisamos esperar para saber quanto teremos no ano que vem e então melhorarmos essa proposta”, argumentou Eduardo.

Declaradamente insatisfeito com a nova posição da administração municipal, o presidente do Sindicato dos Servidores Municipais do Cone Sul, Wanderley Ricardo Campos,

As propostas que nos trouxeram no dia 16 foram por água abaixo, isso nos deixou preocupados e bem insatisfeitos. Iremos, como sempre, convocar os servidores para uma Assembleia e iremos repassar tudo que nos foi dito ontem e eles, em votação, irão decidir o que fazer, pontuou o presidente.

A Assembleia com os servidores filiados ao Sindicato para tratar sobre o assunto, será na próxima semana. A data exata será divulgada na segunda-feira pela diretoria do Sindsul.

Além do diretor financeiro, Bruno Stedile, do Assessor Executivo, Gilson Ferreira e de representantes das Comissões, estiveram presentes na reunião o vereador Samir Ali, Welliton Oliveira Ferreira, diretor administrativo de recursos humanos, o secretário Ricardo Zancan, diretoria da Asmuv, nas pessoas do presidente Ranulfo Camargo e tesoureiro Ronaldo Azevedo.

Texto e foto: Assessoria Luh Coelho

About The Author

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *